Rolim de Moura - RO, Domingo, 14 de Julho de 2024 - 00:00

Jovem é preso após matar mulher e incendiar apartamento simulando um suicídio

Fonte: G1 MT - Em Polícia - 04/06/2023 03:29:00 hrs

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Jovem é preso após matar mulher e incendiar apartamento simulando um suicídio
Reprodução

Uma mulher de 52 anos, identificada como Soniamar Martins Muniz, morreu após o apartamento em que ela morava pegar fogo, no Centro de Jaciara, a 142 km de Cuiabá, na madrugada de sexta-feira (2).

Outros cinco moradores do prédio, sendo um idoso de 75 anos, o filho da vítima, de 24 anos, um bebê de 11 meses e duas crianças, de 6 e 8 anos, foram resgatados com vida.

De acordo com a Polícia Militar, o prédio possui quatro apartamentos. Três tinham moradores e outro estava vazio. Um deles começou a pegar fogo e, rapidamente, todo o prédio foi tomado pela fumaça.

Segundo o Corpo de Bombeiros, quando a equipe chegou no local, foi identificada uma labareda em um dos apartamentos. Foram aproximadamente duas horas até as chamas serem controladas. Em seguida, o corpo da morada foi encontrado. O filho dela, que foi socorrido, fez a identificação do corpo.

Um jovem de 21 anos acabou preso suspeito de incendiar o apartamento em que Soniamar morreu carbonizada. Segundo a Polícia Civil, ele teria tentado simular uma situação de suicídio, mas foi identificado pelos policiais e detido em flagrante poucas horas após o crime.

Segundo análise pericial, os indícios apontaram para incêndio criminoso, uma vez que a residência não possui qualquer objeto inflamável e o quarto em que a vítima foi encontrada estava trancado, sem chaves por dentro e por fora da fechadura, o que indicava, segundo a polícia, que uma terceira pessoa teria fechado a porta.

A polícia acessou as imagens de segurança do local que registrou o momento em que o suspeito aparece na casa da vítima por volta das 22h e, pouco depois, saiu instantes antes do início do incêndio.

Assim que foi localizado, o suspeito estava com o celular, notebool e outros pertences da vítima, segundo a polícia. Ele foi conduzido até a delegacia da cidade e negou que tenha praticado o crime.

Contudo, a polícia disse que o suspeito teria tentado simular uma situação de suicídio da vítima ao usar o celular dela para mandar uma mensagem para a filha, se passando pela mãe.

A polícia descartou o caso como feminicídio por se tratar de que o objetivo do suspeito era obter o patrimônio da vítima, e não uma situação de gênero porque não havia qualquer relação entre os dois, nem indicativo de briga, ciúmes ou motivação passional.

O laudo da necrópsia ainda deve ser divulgado para esclarecer como ocorreu a dinâmica do crime, assim como foi que o fogo se espalhou tão rápido em pouco tempo. A Polícia Civil investiga o caso.

 

CLIQUE AQUI E FAÇA PARTE DO NOSSO GRUPO DE NOTÍCIAS!!!

COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Mais Notícias da Categoria: Polícia

TV TRIBUNA TOP

Carregando...