Rolim de Moura - RO, Terça-Feira, 21 de Maio de 2019

Jovem acusado de ter matado mãe com facada alega estar 'possuído' no dia do crime, em RO

Crime aconteceu há mais de um ano. Durante julgamento, réu negou a autoria do assassinato.

Fonte: G1/RO - Em Polícia - 14/03/2019 06:03:00 hrs

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Jovem acusado de ter matado mãe com facada alega estar

Começou na manhã desta quinta-feira (14) o julgamento do acusado de matar a própria mãe, de 51 anos, com duas facadas nas costas em janeiro do ano passado. O jovem de 20 anos será julgado por meio de sentença de jurados. No tribunal, o réu negou ter cometido o crime e afirma que "estava possuído".
O julgamento teve início às 9h30 no 1º Tribunal do Júri da Comarca de Porto Velho. Segundo a Justiça, o crime aconteceu após uma discussão entre o acusado e sua mãe no dia 14 de janeiro de 2018, quando a vítima pediu que o jovem limpasse o seu quarto.
Conforme as investigações, o homem teria ficado indignado com a ordem e optou por esfaquear a mãe nas costas enquanto ela lavava louças. A família morava no Bairro Cuniã, Zona Leste de Porto Velho.
Segundo o Ministério Público de Rondônia (MP-RO), que ofereceu a denúncia à Justiça, ficou provado que o réu é o autor do crime, e que ele agiu por motivo fútil e de surpresa. Ainda segundo o MP, o crime configura feminicídio, homicídio motivado por razões de sexo, quando a vítima é mulher.
As duas primeiras testemunhas ouvidas foram de acusação, ambas do MP. A terceira, trata-se do esposo da vítima e pai do réu. Segundo o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO), o pai chegou a chorar durante o seu depoimento e confirmou que a mulher foi morta pelo próprio filho com uma facada nas costas enquanto lavava louças.
A quarta testemunha a ser ouvida pelo juiz Ênio Salvador Vaz foi o irmão do réu, testemunha de defesa.
O julgamento será mediante sentença de justiça, ou seja, os jurados convidados (seis homens e uma mulher) decidirão se o acusado é culpado ou inocente das acusações contra ele.
Segundo o TJRO, o réu, durante prisão preventiva, esteve em cela separada por ter sido rejeitado pelos demais apenados.

COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Mais Notícias da Categoria: Polícia

TV TRIBUNA TOP

Carregando...