Rolim de Moura - RO, Quarta-Feira, 14 de Abril de 2021 - 00:00

COLUNA PORTA ABERTA - Por Fernando Garcia - 29-01-21

.

Fonte: Fernando Garcia - Em Geral - 01/02/2021 10:24:00 hrs

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
COLUNA PORTA ABERTA - Por Fernando Garcia - 29-01-21

Sem sentido

A Federação de Futebol de Rondônia, já marcou a data da competição para iniciar em 14 de março, um absurdo, todos estão assistindo os horrores dessa doença mas fazem ouvidos moucos. A tendência é aumentar mais os casos da Covid 19, uma vez, que à aglomeração é fato, onde uma montoeira de gente mantém contato constante em razão da própria necessidade dentro de campo. Parece que os cartolas não estão assistindo os noticiários esportivos relativo ao futebol, onde centenas de atletas testam positivo dia-a-dia, como são atletas de grandes clubes do Brasil, os recursos financeiros desses clubes são totalmente diferentes das agremiações de Rondônia, o que facilita um atendimento médico rápido e considerado, fazendo exames a cada 24 horas.  

Absurdo

Somos sabedores também, que quase cem por cento dessas equipes que participam do certame estadual, carecem de vários apoios, começando pelos patrocinadores que destinam na maioria das vezes em pecúnia, o que certamente a equipe ganha fôlego, numa competição que não dura quatro meses, mas, que gera despesas demasiadas e inquestionáveis. Como não é permitido a presença do torcedor nas arquibancadas, que contava sempre com um pequeno valor pelos ingressos cobrados, salvava o pagamento do juiz e seus auxiliares. Outra razão para o não prosseguimento da competição, foi a retirada de apoio da Eucatur, que durante esses 30 anos, sem dúvida foram suportes significantes no transporte dos atletas.

Insensíveis

É realmente inaceitável que uma faculdade de medicina, não agilize a formatura dos seus acadêmicos, quando o Estado de Rondônia, e toda sociedade clamam por falta de profissionais na rede pública de saúde. Com praticamente 40 novos médicos que poderiam estar na linha de frente, nesse momento crucial dos rondonienses, é triste observar a falta de interação da faculdade neste quesito. Quando poderia usar o discernimento e, facultar que os mesmos pudessem aplicar seus conhecimentos e, socorrer centenas de vidas nos corredores dos hospitais. Faltou senso também por parte da Justiça, pois, a lide em questão é considerada mínima possível, além de um momento propício que pode ser justificado que é a pandemia, lamentável.

Palavra grotesca

Gerou muitos comentários nas redes sociais, um pedido de consulta do presidente da Câmara de Vereadores, de Rolim de Moura, Claudinho da Cascalheira, ao advogado Dr. Lúcio Lacerda, advogado militante na cidade de Cacoal. O Claudinho, em seu pedido, já foi adiantando que a consulta seria no 0800, mas, se fosse cobrada já encerraria por ali o seu pedido. Ao que tudo indica, a conversa foi ventilada no privado, entretanto, descambou nos grupos de redes sociais, com resposta de Lúcio Lacerda, respondendo de forma ríspida, utilizando uma palavra fora do seu vasto conhecimento, pois, em seus debates em redes sociais demonstra muito recurso em seu vocabulário. Ademais, em outras colocações foi taxativo, quando diz que é um profissional e cobra os honorários e, pontuou que o pedido era totalmente antijurídico.

Falta de experiência

O presidente da Câmara de Vereadores de Rolim de Moura, Claudinho da Cascalheira, até que demonstrou urbanidade na tentativa de consulta com o causídico, Lúcio Lacerda, embora, não precisasse de tanta descarga proferidas pelo o operador do direito, outrossim, acredito que serviu de exemplo para o presidente Cascalheira, que tem ao seu dispor um procurador na Casa de Leis, Dr. Jorge Galindo, onde ele e os demais edis pudessem dirimir as dúvidas quanto ao assunto pertinente. Toda essa celeuma aconteceu, porque o presidente extrapolou um assunto que poderia ser solucionado dentro do próprio palácio Jorge Teixeira, buscando a opinião do procurador Dr. Jorge Galindo, mas, preferiu trazer à baila um assunto exclusivo e pertinente a sua assessoria, que por sinal, está ali para orientar não somente ao presidente, mais quaisquer um dos parlamentares mirins.

Se mexendo

Faltando ainda 21 meses para as eleições 2022, as ambições políticas já estão andando a todo vapor, como sempre, nomes de pretensos candidatos de Rolim de Moura, começa a mexer no tabuleiro político estadual, mesmo, a maioria tendo recebido cartões vermelhos nas eleições passadas. O ex-senador Ivo Cassol, ainda aposta numa reviravolta dentro do arcabouço jurídico e, quitar suas pendências eleitorais, sua pretensão caso tenha decisão favorável, seria alavancar candidatura rumo ao governo do Estado. Se eleger, bateria o recorde como governador eleito, situação em que se encaixa também o atual senador e ex-governador Confúcio Moura.

Especulações

Já o ex-senador Expedito Júnior, apesar de não ter alcançado seus objetivos nas últimas eleições, para o cargo de Governador, continua buscando seu arco de alianças, mas, não sabe mesmo de forma convicta quais são as suas pretensões, vivendo situações idênticas das eleições de 2018. Os articulistas e amigos mais próximos, sempre confeccionam duas supostas candidaturas, ora ao Senado ora ao Governo do Estado, vivenciando sempre no campo das especulações, uma vez, que o nome pronunciado para o governo de Rondônia, seria o senador Marcos Rogério, que faria o papel de retribuição para Expedito Júnior, só esqueceram que neste caso seria uma condição bem equidistante, comparando o apoio recebido de Expedito Júnior, que sem dúvida tem certo domínio eleitoral no interior, o que possibilitou ascender o nome de Marcos Rogério.

Mais provável

O Senador Marcos Rogério, possui um mandato de quase seis anos, entretanto, estamos falando de liderança política para que possa contribuir de forma satisfatória na transferência desses votos e, o local mais cobiçado para Expedito Júnior, sem sombras de dúvidas, é a capital do Estado. Por esse ângulo, tudo dependerá desses dois anos de administração do prefeito Hildon Chaves, lógico, se não vier inventar de ser candidato também, o apoio de Hildon Chaves, no comando da maior cidade do Estado, será preponderante para a caminhada de Expedito Júnior, ao senado ou ao Governo de Rondônia.

Prometido

Considerando aos anos anteriores, as chuvas que cairam até o mês de janeiro em Rolim de Moura, podem até ser chamada de fortes neblinas. Pelo visto, São Pedro, está apenas aguardando um pouco para começar a despejar o Pirajá. A Secretaria Municipal de Obras Públicas, pode ir se preparando e fazendo aberturas e limpezas dos canais, pois as chuvas ainda estão por vir daqui pra frente. Como o ex-senador da República, Expedito Júnior, esteve reunido com os vereadores e depois com o prefeito Aldo Júlio, garantindo que o seu filho, deputado federal, Expedito Neto, vai alocar emendas para o setor de canalizações dos córregos e riachos, que permeiam vários pontos central da cidade de Rolim de Moura, com certeza vai amenizar bastante as enchentes e diminuir as doenças causadas por falta de cuidados com esses córregos, que sempre superlotam a rede pública de saúde.  

Lembrados

Apesar de ausentes no município de Rolim de Moura, logo assim que perderam as eleições, os ex-deputados federais, Luiz Cláudio e Marinha Raupp, ainda são nomes que podem voltar à política, entretanto, basta que voltem a interagir com a população da Zona da Mata, região responsável pelas eleições de ambos em diversas oportunidades. Alguns ex-assessores da deputada Marinha Raupp, já comentaram que a mesma não quer saber mais de política, todavia, lembrando a célebre frase, de que a política só tem a porta da entrada, de modo, que os nomes deles ainda são bastantes lembrados devido suas atuações em carrear recursos para toda Zona da Mata. Rolim de Moura, em especial, está precisando muito desses recursos, principalmente para as áreas de canalizações e saneamento básico, setores altamente carentes na capital da Zona da Mata. Ultimamente, a deputada federal Jaqueline Cassol, trouxe algumas emendas, exclusivamente para atender mais ao Estado, portanto, o correto seria dirigir suas emendas que atendessem ao município de Rolim de Moura.

COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Mais Notícias da Categoria: Geral

TV TRIBUNA TOP

Carregando...