Rolim de Moura - RO, Quinta-Feira, 17 de Outubro de 2019

COLUNA PORTA ABERTA - Por Fernando Garcia

A coluna porta aberta é publicada no Jornal Folha da Mata

Fonte: Fernando Garcia - Em Geral - 14/09/2019 08:36:00 hrs

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
COLUNA PORTA ABERTA - Por Fernando Garcia

Frequentadores

Apesar de o município de Rolim de Moura, ser um dos mais politizados do Estado de Rondônia, o número de frequentadores do palácio Jorge Teixeira, (Câmara de Vereadores), ultimamente é de poucos assistentes comparando-se nos primórdios da Casa de leis, que era lotadíssima no início dos anos 80. Nas sessões das segundas feiras, quem marca presença mesmo são alguns jornalistas e assessores dos edis, o que deveras não deixa um vazio completo na Casa Mirim.

 

Bom sinal

De algumas sessões de meados de junho para cá, até se nota grande mobilidade por parte de setores da população na Casa Mirim, entretanto, essa participação dessas pessoas no auditório, em sua maioria são conhecidas como pretensos candidatos ao poder legislativo. De qualquer forma é um bom sinal, o que demonstra que estão interessados em participar da vida pública, e que caso não se elejam continuem com propósito firme em acompanhar os trabalhos dos vereadores, para terem ciência das proposituras.  

 

Interesseiros

Em Rolim de Moura, a Casa Mirim, só recebe um bom número de público quando a pauta seja concernente à aumentos salariais ou gratificações para seletos grupos da administração, onde quase sempre são votos favoráveis. As dependências do poder legislativo ficam superlotados de alguns interessados, que após serem contemplados nunca mais retornam ao endereço da Casa Mirim.

 

Coragem

Desde o início do ano vem sendo ventilado, a possibilidade de a Câmara de Vereadores, retornar com as onze cadeiras no Parlamento Mirim, de Rolim de Moura. Na primeira legislatura de Rolim de Moura, elegeram treze vereadores e, na seguinte, subiram para quinze vereadores e hoje com nove vereadores, portanto uma baixa de seis representantes. Se quiserem retornar as origens dos treze vereadores, os custos são os mesmos e, está dentro do permitido pela legislação, resta saber, quem dos senhores edis vai se mobilizar por essa ideia, onde três deles são nítidos pré-candidatos à prefeito da capital da Zona da Mata.

 

Coisa mínima

Semana passada foram bastantes discutidas os perigos da avenida São Paulo com barão de Melgaço, onde já ocorreram vários acidentes dentre eles vítimas fatais. Realmente merece muita atenção aos comentários feitos em redes sociais, pois, essas confluências são muitíssimas movimentadas e, precisa com urgência que seja feito um amortecedor de velocidade, não precisa ser quebra-molas, basta umas taxas semelhantes aqueles círculos redondos em várias partes da cidade e tudo resolvido.

 

Coisa simples

Outra observação também serve para ser colocada em frente à Câmara de Vereadores e Prefeitura, visto que nestas imediações o fluxo de pedestre é muito grande entre as dezenas de funcionários dos órgãos públicos, bem como das pessoas interessadas em resolver problemas em vários órgãos da localidade, Prefeitura, Câmara, Fórum, Defensoria, OAB, Sefaz, Ministério Público, Justiça do Trabalho, Correios, Farmácia Popular etc. Muitos idosos circulam nestas artérias, principalmente para pegarem o IPTU, então, que façam redutores de velocidade semelhante ao que fizeram em frente à igreja Avivamento Bíblico.

 

Acelera

A Semosp de Rolim de Moura, mesmo com as dificuldades em conseguir emulsão asfáltica, tem aumentado sua frente de serviços em boa parte da cidade. Mas tem que pisar mais no acelerador para evitar a forte queda do H20, que a partir do mês vindouro tudo pode esperar de São Pedro. Aquela quadra do Banco de Sangue, atrás do hospital Amélio João, eu recomendaria passar a máquina e fazer nova compactação e novo asfalto, pois assim, ficaria melhor e duradouro.

 

Terraplanagem

Outra localidade que sem dúvida nem precisa de engenheiro para reconhecer o péssimo estado de conservação, é a quadra que pega da Barão de Melgaço até a Relojoaria Fábio, passando em frente aos moto-taxistas onde também estacionam os caminhões de linhas. A coisa por ali está horrível, precisando fazer um trabalho à altura pois o local é muito molhado e, não adianta ficar fazendo tapa-buracos pois é enxugar gelo, ou seja, queimar ou rasgar dinheiro.     

 

Desapareceu

Decorridos mais de oito meses depois da posse, o governador Marcos Rocha, ainda não pisou em terras rolimourenses. Possa até ser que quer fazer uma surpresa para os moradores da capital da Zona da Mata, e, trazer consigo um anúncio de grande pacote de obras, para surpreender e calar os comentários sobre sua ausência e omissão com os rolimourenses, que por sinal, aguardam ansiosamente pela sua presença, de preferência anunciando e agilizando os compromissos que ele prometeu, porém, mantendo-se em esquiva durante esses quase nove meses de mandato.

 

Sem traquejos

Uma cidade como Rolim de Moura, que comandou o cenário político por muitos anos em Rondônia e, que todos os seus caciques políticos foram destronados do poder nesta última eleição, o que demonstra essa frieza do governador para com o município de Rolim de Moura, é puro amadorismo político. Exatamente por ter uma altíssima temperatura política, é que o governador Marcos Rocha, deveria ficar de posse desse termômetro para não dá brecha aos seus antagônicos num futuro próximo.  Mas pelo visto, nota-se que não possui experiência na área, nem tampouco tem auxiliares para orientar como deve fazer.

 

Instabilidade

A cidade de Rolim de Moura, que teve seu grande auge no ciclo da madeira, onde mais de cem serrarias funcionavam de forma ininterruptas, mesmos sendo tocadas com motores a óleo diesel e imensas caldeiras, hoje padece quando o assunto gira em torno de empregos. Hoje com energia confiável, o que se observa é a grande escala de desempregados no município, o que certamente gera o caos e uma onda de pequenos furtos e delitos. Muitos frigoríficos foram instalados na cidade mas, constantemente alguns fecham o que desagrega os empregados criando uma onda de insatisfação.

 

Instabilidade social

Recentemente existe muitos comentários de que um frigorífico vai dispensar os trabalhadores, criando um clima de insegurança não somente para os empregados, mas, também muitos dissabores para setores da sociedade, principalmente o combalido comércio que também sofre com essa chiadeira e alerta de desemprego. Diante de tal situação, se espera muito que a classe política possa se inteirar dos fatos e, buscar alternativas para impedir essas demissões em massa, que acaba afetando todos os setores e criando instabilidade social.

 

Asfaltada

A cidade de Ariquemes é o que podemos chamar de chuchuzinho, e graças ao ex-governador Confúcio Moura, não quis tomar conhecimento e asfaltou aquela imensa cidade, maior que Rolim de Moura. Há dias atrás, peguei uma carona com o ex-senador Expedito Júnior, e passamos por diversas ruas e avenidas que dá gosto, um visual que dá para vislumbrar, e o ex-governador Confúcio Moura, realmente, foi um grande batuta para sua cidade, fechou cem por cento, enquanto a nossa cidade além de não ter asfalto, os que foram feitos estão uma verdadeira lástima.

 

Melhorar

A prefeitura precisa melhorar aquele espaço que fica da Loja Falcão até o Bradesco, pois o local virou uma balbúrdia para estacionar motos e carros. Ali virou um estacionamento de forma desenfreada onde ninguém respeita o espaço, entre carros e motos, a prefeitura poderia delimitar essa área. Outra dica também seria a construção de uma alameda em forma de uma pequena praça, com espaços para as pessoas descansar de preferência com banheiros.

COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Mais Notícias da Categoria: Geral

TV TRIBUNA TOP

Carregando...