Rolim de Moura - RO, Sábado, 23 de Janeiro de 2021 - 00:00

Mulher de 51 anos denuncia companheiro, de 21, à PM após sofrer agressões e ameaças de morte

Fonte: G1 RO, G1 - Em Polícia - 23/11/2020 09:53:00 hrs

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Mulher de 51 anos denuncia companheiro, de 21, à PM após sofrer agressões e ameaças de morte
Internet

Uma mulher de 51 anos acionou a polícia após um homem de 21 anos dar socos no rosto dela. A vítima disse que estava com medo que o companheiro cumprisse as ameaças de morte. Crime foi registrado como lesão corporal (violência doméstica) e aconteceu na noite do domingo (22), no bairro Caladinho em Porto Velho.

A Polícia Militar (PM) foi acionada para atender uma ocorrência de lesão corporal na Zona Sul da capital. Ao chegar no local, os PM's ouviram da vítima que o companheiro pegou o cartão bancário dela e por isso começaram a discutir.

De acordo com o boletim de ocorrência, o homem jogou a vítima na cama do casal e começou as agressões. Depois de socar a vítima, o suspeito, segundo ela, saiu do apartamento. Mas antes a ameaçou de morte caso ligasse para polícia.

A ocorrência foi registrada, e o agressor não estava no local quando os policias chegaram.

X vermelho para a violência contra a mulher

Mulheres vítimas de violência doméstica podem pedir ajuda em farmácias pelo país. A medida vale para estabelecimentos cadastrados na campanha "Sinal Vermelho". A ação é vinculada ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e à Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

A campanha conta com cerca de 10 mil estabelecimentos cadastrados em todo país. O objetivo, segundo os organizadores, "é incentivar as vítimas a denunciarem os abusos por meio do desenho de um 'X' na palma da mão" e apresentar ao farmacêutico ou atendente, que ele esta orientado a acionar a polícia.

"O objetivo da campanha é oferecer um canal silencioso, permitindo que essas mulheres se identifiquem nesses locais e, a partir daí, sejam ajudadas e tomadas as devidas soluções. É uma atitude relativamente simples, que exige dois gestos apenas: para a vítima, fazer um X nas mãos; para a farmácia, uma ligação”, disse a coordenadora do Movimento Permanente de Combate à Violência Doméstica do CNJ, conselheira Maria Cristiana Ziouva.

O protocolo é, de fato, simples: com um "X” vermelho na palma da mão, que pode ser feito com caneta ou mesmo um batom, a vítima sinaliza que está em situação de violência. Com o nome e endereço da mulher em mãos, os atendentes das farmácias e drogarias que aderirem à campanha deverão ligar, imediatamente, para o 190 e reportar a situação.

Operação conjunta da PC, PM e PRF prende irmão da prefeita afastada de Cacoal e apreende cerca de 150 Kg de drogas

COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Mais Notícias da Categoria: Polícia

TV TRIBUNA TOP

Carregando...