Rolim de Moura - RO, Terça-Feira, 07 de Abril de 2020

Menina morta em Teixeirópolis teve o pescoço decapitado e mãe asfixiada

Os corpos de mãe e filha em avançado estado de putrefação só foram periciados na manhã desta quinta-feira em Ouro Preto do Oeste

Fonte: Correio Central - Em Polícia - 26/03/2020 06:19:00 hrs

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Menina morta em Teixeirópolis teve o pescoço decapitado e mãe asfixiada
Reprodução

O duplo homicídio registrado no município de Teixeirópolis (RO) no qual foram vítimas Geni Gomes Fróes, 39 anos, e a sua filha Samira Vitória Gomes de Jesus, de apenas 11 anos, foi um dos crimes mais bárbaros já registrados na região Central de Rondônia.

A menina foi quem mais sofreu nas mãos do matador que parecia nutrir um ódio pela criança. A cena do crime indica que ela chegou a entrar em luta corporal com o assassino, tendo em vista que a cama dela estava quebrada e o seu corpo foi localizado no chão da casa, separado da cabeça por um violento golpe de machado. Ela foi asfixiada e decapitada sem piedade.

Geni morreu na cama de braços abertos, com indício que estava se debatendo na hora que o assassino a matou asfixiada. A polícia encontrou na cozinha um travesseiro, provavelmente usado para asfixiar a mulher no quarto. O machado usado para matar a menina também foi localizado. 

Os corpos de mãe e filha em avançado estado de putrefação só foram periciados na manhã desta quinta-feira em Ouro Preto do Oeste, pelo médico legista Ricardo Dias Illivi Ibãnes, e liberados em seguida para uma funerária de Alvorada do Oeste realizar o sepultamento, sem velório.     

A reportagem do site Correio Central tomou conhecimento que o médico que fez a autopsia teria identificado um golpe de machado na cabeça de Geni, porém até a hora desta publicação não conseguimos concretizar o contato, por celular, com o médico legista, para afirmar essa informação que não foi confirmada pela Polícia Civil.

 

Os corpos de mãe e filha foram descobertos no final da manhã desta quarta-feira (25) na residência de Geni na rua Duque de Caxias, mãe e filha estavam sem se comunicar com parentes desde a última sexta-feira, o WhtatsApp do celular da dona da casa foi visualizado na madrugada do último sábado (21), por volta de 2h08min da madrugada.

Vizinhos desconfiaram do mau cheiro, a porta da casa foi arrombada e a cena macabra foi revelada: a mãe deitada na cama com o corpo coberto por um lençol, e o corpo de criança estirado no chão, em estadão de putrefação.

Uma motoneta Honda Biz de cor preta, com emplacamento NDB-4803, que pertencia a de Geni, foi furtada da residência. Segundo a Polícia Militar de Teixeirópolis, o odor exalado de dentro da casa devido ao estado de putrefação dos cadáveres chamou a atenção dos vizinhos.

A Polícia Militar de Teixeirópolis foi chamada ao local, e a guarnição composta do cabo PM Deanderson e o soldado PM Chaves constataram o fato e acionaram a equipe de Peritos da Polícia Técnico-Científica (Politec) e a Polícia Civil de Ouro Preto do Oeste.  nbsp;

O crime chocou a população de Teixeirópolis. Um fato que chama a atenção da polícia é o grau de agressividade e violência que o assassino empregou para matar Samira Vitória. A Polícia Civil de Ouro Preto do Oeste investiga o duplo homicídio, a equipe de investigadores é coordenada pelo delegado Niki Alves Locatelli. 

Geni Fróes foi encontrada na cama, com o corpo coberto por um lençol.

Samira Vitória foi assassinada com requinte de crueldade

Residência onde mãe e filha foram assassinadas fica na Rua Duque de Caxias, em Teixeirópolis

(CLIQUE AQUI) e participe do grupo do TRIBUNA TOP no WhatsApp e fique sempre muito bem informado.

OBS: Somente os administradores poderão postar conteúdos.

COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Mais Notícias da Categoria: Polícia

TV TRIBUNA TOP

Carregando...