Rolim de Moura - RO, Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020 - 00:00

Ônibus voltam a circular em Porto Velho, mas alguns trabalhadores continuam em greve

Alguns motoristas e cobradores aceitaram proposta feita pelo Consórcio SIM durante madrugada desta sexta-feira (17). Sindicato ainda não se manifestou.

Fonte: G1 Ro - Em Geral - 17/01/2020 07:58:00 hrs

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Ônibus voltam a circular em Porto Velho, mas alguns trabalhadores continuam em greve
Reprodução - G1 Ro

Após seis dias de greve, parte dos ônibus do transporte coletivo de Porto Velho voltaram a circular na manhã desta sexta-feira (17). A informação foi confirmada pelo secretário municipal de trânsito Nilton Kisner. Os veículos já estavam nas ruas por volta das 7h.

A Rede Amazônica apurou que o Consórcio SIM chamou os trabalhadores para uma negociação durante a madrugada e alguns deles aceitaram voltar aos postos de trabalho. Nilton Kisner informou que cerca de 80 funcionários do turno matutino aceitaram voltar ao trabalho, mas a frota continua reduzida por conta das férias escolares.

O secretário também contou que o vale ticket vai ser entregue, e até a próxima terça-feira (21) será pago o salário atrasado. Vai restar ainda o pagamento da segunda parcela do 13° salário de dezembro.

Na quinta-feira (16), o Sindicato dos Trabalhadores de Transporte Urbano de Rondônia (Sitetuperon) havia anunciado que a categoria decidiu pela demissão em massa por descumprimento de compromissos por parte do Consórcio SIM. O G1 entrou em contato com o Sitetuperon, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem (às 08 horas do dia 17).

A greve

A greve no transporte coletivo de Porto Velho começou no último sábado (11). Os trabalhadores alegavam atrasos no salário e no pagamento de benefícios.

Na terça-feira (14), uma decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-14) determinou que até 90% dos ônibus voltassem a circular nos horários de pico, sob pena de multa, mas os trabalhadores continuaram parados. Na quarta-feira (15) e quinta-feira (16), foram realizadas audiências no TRT-14, mas elas não terminaram com uma definição sobre o fim do movimento grevista.

No final da tarde desta quinta-feira (16) os motoristas e cobradores de ônibus decidiram realizar o pedido de demissão coletiva após não aceitarem ficar sem os pagamentos do décimo terceiro, salário de dezembro, salário de janeiro, além de três meses de vale alimentação e outros benefícios atrasados.

(CLIQUE AQUI) e participe do grupo do TRIBUNA TOP no WhatsApp e fique sempre muito bem informado.

OBS: Somente os administradores poderão postar conteúdos.

COMENTE
COMUNICADO: Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros. O aviso serve, em especial, aos que utilizam ferramentas de postagens ocultas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da máquina de origem, como já ocorreu. A DIREÇÃO
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Mais Notícias da Categoria: Geral

TV TRIBUNA TOP

Carregando...